<<voltar

Barcos “Cruzeiros” deram espectáculo no Tejo

Fantástica adesão de concorrentes

Foi verdadeiramente fantástica a adesão de concorrentes à Regata Comemorativa do Centenário da República – 17º Aniversário da Associação Nacional de Cruzeiros disputada no estuário do Tejo nas comemorações do 5 de Outubro.

Foi verdadeiramente fantástica a adesão de concorrentes à Regata Comemorativa do Centenário da República – 17º Aniversário da Associação Nacional de Cruzeiros disputada no estuário do Tejo nas comemorações do 5 de Outubro.

 

Na largada para a prova, com vento fraco e médio soprando de SW, apresentaram-se 85 dos 92 barcos inscritos, facto que, por si só, assegurava o êxito do evento quer no plano desportivo quer no da organização a cargo do Clube de Vela do Barreiro e da Associação Nacional de Cruzeiros, com o patrocínio da Secose – Corretores de Seguros, SA.

 

A prova disputou-se no campo de regatas do Tejo, com a largada de Belém pelas 11h30, passagem pelo Terreiro do Paço, seguindo-se a rodagem no Parque das Nações e a chegada a Belém.

 

Devido às condições do vento, a maior parte das embarcações optou por navegar junto à margem Norte do rio Tejo, circunstância que proporcionou um belo espectáculo à numerosa assistência que acompanhou a prova tanto do lado de Lisboa como na margem Sul.

 

Na Classe A, a vitória coube ao “Atchim”, de Luís Charola, seguido do “Petite Terre”, de Nuno Neves, e do “Gold Fin”, de Manuel Arriaga e Cunha.

 

O “Sete Mares”, de Luís Soares, triunfou na Classe E, levando a melhor sobre o “Libertino”, de Gonçalo Menezes, e o “Lais de Guia”, da Escola Naval.

 

O “No Stress”, de José Dias, foi o primeiro classificado na Classe D, com o “Spirifer”, de António Silva, e o “Jobell”, de Jaime Mimo, a ocuparem os lugares secundários.

 

Por fim, na Classe B, o “Ventosga”, de Leonel Carvalho, alcançou a vitória em luta com o “Captain Ed”, de Luís Silva, e o “Ítala”, de Mário Franchi.

 

Guita Júnior